terça-feira, 10 de maio de 2011

06/05/2011 - Compras e jantar no Café Mineiro

Acordamos cedo (pra nós, né? Rsrsrs) e o Heitor ficou meio bravo porque queria dormir mais. Brincamos um pouco no quarto e quando ele já estava ficando enjoadinho eu resolvi sair para comer alguma coisa com ele. Fomos caminhando (ele no carrinho) até o McDonalds que tem perto do hotel (15 minutos) e lá, não sei como, eu consegui conversar com a funcionária e fazer meu pedido (eu que não falo inglês e ela que não fala português), mas no fim das contas deu tudo certo. Pedimos uns sanduiches, batatinha-frita e nuggets. Ficamos 1 hora no McDonalds lanchando e brincando e o Heitor adorou (ele adora passear, puxou mesmo o pai). Na hora de volta vi que o tempo tinha fechado, ainda procurei um taxi (mas não encontrei nenhum), acabei voltando a pé mesmo, pegamos uma chuvinha bem fraquinha (que só ficou um pouco mais forte quando estávamos quase na frente do hotel).




O Heitor tirou seu cochilo e quando o Vitor chegou saímos as compras. Fomos primeiro na Party City ver uns itens de festa, a loja é realmente muito legal, dá para encontrar muitas coisas e praticamente preparar a festa toda lá. Depois o Vitor queria ir em uma lojas chamada Ritz (produtos fotográficos), a loja fica no Florida Mall e pra lá seguimos. Assim que chegamos passamos primeiro na Macys...ali fizemos a festa com roupas para bebês (para o Heitor e para meu sobrinho...encomendas da vovó para os netos). Varias roupinhas com ótimos preços. Deixamos as sacolas na mala do carro e entramos pela loja da Mm’s (só passamos rápido pela loja, dando uma olhada, mas não compramos nada). O Heitor ainda viu um Mm’s parado na frente da loja e lá foi ele tirar fotos! Rsrsrs. Na Ritz nós compramos um protetor de lente e um protetor de sol (não sei o nome). Saímos do Florida Mall famintos e procuramos pelo restaurante brasileiro Café Mineiro. Impossível não comparar com o Vittórios, né? Bom, eu ainda acho um absurdo pagar 15 dólares por pessoa para comer arroz com feijão, mas não tem jeito, a gente acaba pagando. Chegamos no restaurante e fomos recebidos pelo dono (muito educado), ele nos mostrou o Buffet e o Vitor viu uma alcatra saindo da cozinha e não resistiu. Todos os funcionários falando português. O Buffet é 15 dólares por pessoa e 6 dólares para as crianças. Tinha muita variedade de saladas e frutas (e alguns doces). Os pratos mudam todos os dias, mas nesse dia tinha arroz, feijão (marrom e preto), strogonoff, salpicão, lasanha, costela ensopada, bolinho de arroz, banana frita e outras coisas de acompanhamento. Tinham 4 tipos de carne (alcatra, frango, linguinça e costelinha). Lá eles ainda tem rodízio de carne por 24 dólares (mas nós ficamos só no Buffet mesmo). A comida é muito gostosa e bem temperada (feijão preto temperado com alho e louro). O ambiente também é uma gracinha (não parece aquele galpão que é o Vittórios cheio de mesas velhas com toalhas xadrex...rsrsrs)...limpo e arrumadinho. Não encontramos só brasileiros, tinham vários americanos jantando lá. Sem sombra de dúvida dá de 10 a 0 nos demais restaurantes brasileiros. Infelizmente cheguei no restaurante exausta das compras e com um pouco de dor de cabeça, aí acabei não me lembrando de tirar fotos!





3 comentários:

  1. Aproveitem bem as compras rsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Deuses! Que fotos LINDAS!!! Heitor está uma graça! Quando tivermos nosso pimpolho(a) tb vou querer viajar muito com ele(a). Quero que ele(a) seja explorador(a) do mundo desde cedo.
    Saudades da Família Lares ;) Bjocas

    ResponderExcluir
  3. Vou pegar um monte de dicas com vcs, estamos pensando em ir ano que vem...

    ResponderExcluir