terça-feira, 17 de maio de 2011

12/05/2011 - Sea World e Slingshot

Logo que acordei vi que o Vitor tinha perdido o horário do curso, já estava muito tarde e nem valia mais a pena pegar só o finalzinho da aula. Foi bom porque ele aproveitou para dormir um pouco mais e descansar. Nos arrumamos e fomos no walmart novamente (precisávamos de água, fraldas para o Heitor e mais umas besteirinhas). Essa brincadeira levou em torno de 1 hora (até que fomos rápidos, né?), nesse meio tempo eu fui falando com a Juliana por telefone para combinar de encontrar no Sea world.
Antes de sair do walmart, sentamos para almoçar no McDonals. Passamos no hotel para deixar as compras e fomos para o Sea World (a Juliana e o Fabiano tinha acabado de chegar e já estavam na fila para comprar os ingressos). Entramos no parque 1h da tarde e já tentamos nos organizar para tentar aproveitar ao máximo, o parque estava até bem vazio o que facilitou bastante as coisas.
A prioridade eram os 2 shows principais e verificamos os horário. O One Ocean teria um show 2h, então já corremos pra lá. Assim que chegamos já entramos no estádio e sentamos bem no meio (não muito na frente porque ninguém queria tomar banho). Antes do show começar o Vitor ficou mandando o nome do Heitor e dos filhos da Ju para o telão e ficou se divertindo na brincadeira. O show mais uma vez foi lindo, comecei a gostar ainda mais, as músicas são alegres e contagiantes, as baleias são lindas e os saltos são perfeitos. Quando a baleia dá o primeiro salto do show dá até um nó na garganta! O Heitor prestou um pouco de atenção no começo, mas novamente estava na hora da sonequinha dele. Ele acabou dormindo no final do show. Ficamos no estádio para umas fotos e conseguimos tirar uma foto com um tratador. 







Quando saímos do estádio fomos direto para o Wild Artic que estava um pouco cheio. O Heitor ficou dormindo no meu colo enquanto ficamos na fila, assistimos o filme e entramos. Vimos as belugas (que são lindas e barulhentas...rsrsrsrs), vimos o urso polar (que estava dormindo mais uma vez...alguém já viu esse urso acordado?) e a morsa que ficou lá desfilando pra gente. O Heitor acordou porque um bando de crianças em excursão passou pela gente, e dá para imaginar a altura que eles falam (ou melhor, gritam), né?! 





Quando saímos fomos correndo tentar assistir o outro show, passamos só no meio da área infantil para mostrar para a Ju e o Fabiano a área infantil (quem sabe eles não animam trazer logo as crianças). Chegamos no estádio dos golfinhos faltando menos de5 minutos para o show, estava muito cheio, mas encontramos um lugar ótimo, bem pertinho (só faltou ser bem no meio). O Heitor estava acordado e aproveitou muito o show, viu os golfinhos e chamou de “fanho”, viu a falsa baleia orca e chamou de “bane” (agora mudou, baleia passou de bai para bane), viu os pássaros  e chamou de “ais”, viu os treinadores pulando no tanque, viu a mulher vestido de pássaro e chamou de “ais”, riu, bateu palmas, dançou...enfim, aproveitou 100% do show! Foi demais!






Saímos faltando 2:30h de parque aberto, tentamos organizar nosso tempo. Voltamos e fomos fazer o Shark Encounter e o Pinguin Encounter, os 2 são muito legais e bem rápidos, foi tranqüilo. Voltamos para a frente da Journey to Atlantis e entramos para ver o Aquario que tem lá dentro (é lindo demais), o Heitor fica andando e apontando para o chão gritando “pexe”. Quando saímos começou a chuviscar (o dia tinha sido muito quente), eu e Ju fomos andando para a área dos golfinhos para ficar naquela parte coberta e os meninos foram curtir Journey To Atlantis e Kraken (as duas sem fila), voltaram com um sorriso de orelha a orelha, acho que gostaram, né?! Rsrsrs. E u a Ju ficamos com o Heitor brincando no tanque dos golfinhos, tiramos ótimas fotos e o Heitor ficou andando no chão enquanto a gente ficava batendo um papo. Quando os meninos voltaram fomos ver os golfinhos por cima d’água, nossa idéia era alimentá-lo, mas quando chegamos lá já tinha acabado o horário (que tristeza), ficamos então só vendo eles passando e para nossa felicidade, todos conseguimos passar a mão neles. Nossa, é simplesmente demais, saí de lá querendo muito um dia ir no Discovery Cove e poder abraçá-los! Passamos rapidinho do tanque das arraias e até o Heitor passou a mão nelas.







Depois os meninos foram na Manta (sem nenhuma fila) e a gente viu os dois lá debaixo, mas não deu tempo de tirar uma foto na hora da subida, eles foram mais uma vez e agora sim, conseguimos uma foto.




Encerramos o parque. Mas o dia não tinha acabado, ainda faltava o slingshot e lá fomos nós de carro até a International Drive. Paramos na frente do slingshot e os meninos viram que a pessoa alcança até 120 metros de altura...uau! O negócio é realmente alto, mas eles tiveram coragem e foram. O ingresso é 25 dólares por pessoa (mais 10 dólares se quiser ir uma segunda vez). Os meninos amaram, o Vitor saiu falando que é muito louco! Assim que desceram eles perguntaram para o cara se podia ir mais uma vez, nem chegaram a sair do carrinho e já estavam voando novamente. Compramos o vídeo, é claro!




Segue o vídeo do Slingshot...


Estávamos todos morrendo de fome e fomos pensar em algum lugar para comer e me veio a idéia de levar a Ju e o Fabiano para conhecer o Five Guys (acho que combinava bem com o clima radical do momento...rsrsrs). Todos comemos muito e o Heitor fez aquela bagunça básica de sempre. Voltamos para o hotel e aproveitamos para tentar dormir cedo, mas quem disse que o Heitor estava afim?! Acabamos indo dormir um pouco depois da meia-noite.

3 comentários:

  1. Como o Heitor gosta de aquarios.

    ResponderExcluir
  2. Gente, esse slingshot deve ser demais!!

    ResponderExcluir
  3. ADORO o Sea World, ai ai, quero morar lá...

    kkkkkkkkkk DEMAIS a vibração do Vitor, kkkk
    Mas o marido da Ju estava meio tonto... rss

    ResponderExcluir